menu
São Paulo - SP | Whatsapp: 11966761536
administrador
São Paulo - SP
ANIVERSÁRIO
ENTRETENIMENTO
ENTRETENIMENTO
ANIVERSÁRIO
Postada em 17/05/2017 ás 16h00 - atualizada em 17/05/2017 ás 16h00
Imirim: aos 184 anos, homenagem em sessão solene
Sessão Solene
Imirim: aos 184 anos, homenagem em sessão solene

Uma sessão solene comemorará o aniversário de 184 anos do bairro do Imirim, na sexta-feira (19/5), às 19h30, no SACI - Sociedade Amigos Colaboradores do Imirim, localizado à Rua Miguel Roque, 90. Na ocasião, serão homenageados empresários comerciantes e educadores que contribuíram para o desenvolvimento local. O nome do bairro é derivado da língua tupi: y, que significa rio, e mirim, pequeno. Portanto, o significado da palavra Imirim é “rio pequeno”, uma referência ao córrego que banhava o bairro, hoje subterrâneo, por conta do desenvolvimento da região.



A história do Imirim se assemelha à de São Paulo. Suas terras férteis permitiram o cultivo de café e cana-de-açúcar, além da criação de gado leiteiro. A imigração se deu inicialmente por italianos e portugueses. Já no século XX, a região também recebeu imigrantes do Japão, Lituânia e Armênia, depois das guerras.



Em 1905, chegaram ao bairro os padres beneditinos, Benedito Zeferino Rosalém e Constantino Dalbedio, sendo este o grande idealizador e construtor da igreja de Nossa Senhora de Fátima do Imirim. Na sequência, os imigrantes portugueses, nas décadas de 1960 e 1970.



Fato marcante para o desenvolvimento da região foi a inauguração do Cemitério de Santana (Chora Menino), que se tornou ainda mais conhecido, por meio da linha de ônibus Imirim-Itaim da CMTC, hoje extinta, que ligava a Zona Norte à Zona Sul.



Nesse século, houve a chegada de muitos imigrantes japoneses e lituanos, por conta da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). A comunidade lituana se concentrou na parte central do bairro, ao sul do Córrego Imirim, que hoje corre sob a Av. Engenheiro Caetano Álvares. A comunidade armênia veio para o bairro, após crises sociais em seu país, como o genocídio armênio pelos turcos otomanos, no começo do século XX.



O Imirim limita-se ao norte com Vila Nova Cachoeirinha, a oeste com Casa Verde e Sítio do Mandaqui, a leste com Lauzane Paulista, Santa Terezinha e ao sul com os bairros de Santana e Chora Menino.



O bairro começa aproximadamente no trecho inicial da Av. Imirim, após o Cemitério Chora Menino e termina na mesma avenida, antes do Cemitério de Vila Nova Cachoeirinha. As principais vias de acesso são as avenidas Imirim, Direitos Humanos e Engenheiro Caetano Álvares, além das ruas Epaminondas Melo do Amaral e Maria Curupaiti.



Parabéns, Imirim, pelos seus 184 anos!


leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
O que você acho do Jornal São Paulo de Fato?

Está Ótimo
19962 votos - 63.2%

Bom
6426 votos - 20.3%

Está bem legal
4859 votos - 15.4%

Razoável
332 votos - 1.1%

facebook
twitter
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados