menu
São Paulo - SP | Whatsapp: 11966761536
administrador
São Paulo - SP
REFORMAS
CIDADES
CIDADES
REFORMAS
Postada em 21/06/2017 ás 17h44 - atualizada em 21/06/2017 ás 17h46
Parte de nossa história fechada para reformas
Dois importantes museus da Capital estão com as portas fechadas
Parte de nossa história fechada para reformas

Dois importantes museus da Capital estão com as portas fechadas. O da Língua Portuguesa, na Luz, e o Paulista, no Ipiranga, serão reabertos, respectivamente, apenas em 2019 e (pasmem!) 2022.



Isso mesmo! O Museu Paulista, popularmente conhecido como Museu do Ipiranga, só deve ser reaberto, se tudo der certo, por ocasião das comemorações do bicentenário da Independência, nove anos depois de ser interditado. O local foi fechado em 2013 por conta de forros e tetos estarem estruturalmente comprometidos e com risco de desabar. Por conta disso, o público ficou impedido de conferir o acervo do local que, segundo a Universidade de São Paulo (USP) – que administra o local –, é composto por 125 mil unidades, que cobrem desde o Seiscentismo até o século XX.



Apesar de a USP afirmar que ocorrem execuções de licitações, ainda não há uma data estimada para que a obra propriamente dita comece. “Mas os preparativos para a primeira fase estão em execução”, disse a assessoria do espaço.



O artista plástico Mauro Custódio Júnior, 45, costumava visitar o espaço quase toda semana reclama da demora. “Sei que é importante a obra para garantir a integridade dos usuários, mas acho que reabrir em 2022 é uma falta de respeito com nossa memória e história”.

Língua presa até 2019



Problemas estruturais, após um terrível incêndio em dezembro de 2015,  também fizeram com que o Museu da Língua Portuguesa fosse fechado.



Desde então, obras são realizadas para reabrir o espaço. Segundo a administração do museu, a data de reabertura só pode ser definida após a “conclusão de projetos”. “As obras serão realizadas até dezembro de 2018. Já a implantação da museografia tem início em 2018, com previsão de conclusão até março de 2019”, diz trecho de nota. O custo para a reconstrução está estimado em R$ 65 milhões, sendo R$ 36 milhões provenientes da iniciativa privada.



Segundo o Governo do Estado, em dez anos de funcionamento, o museu recebeu aproximadamente quatro milhões de pessoas.

Língua presa até 2019



Problemas estruturais, após um terrível incêndio em dezembro de 2015,  também fizeram com que o Museu da Língua Portuguesa fosse fechado.



Desde então, obras são realizadas para reabrir o espaço. Segundo a administração do museu, a data de reabertura só pode ser definida após a “conclusão de projetos”. “As obras serão realizadas até dezembro de 2018. Já a implantação da museografia tem início em 2018, com previsão de conclusão até março de 2019”, diz trecho de nota. O custo para a reconstrução está estimado em R$ 65 milhões, sendo R$ 36 milhões provenientes da iniciativa privada.



Segundo o Governo do Estado, em dez anos de funcionamento, o museu recebeu aproximadamente quatro milhões de pessoas.


leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
O que você acho do Jornal São Paulo de Fato?

Está Ótimo
19962 votos - 63.2%

Bom
6426 votos - 20.3%

Está bem legal
4859 votos - 15.4%

Razoável
332 votos - 1.1%

facebook
twitter
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados